Até 2030 a Volvo será um fabricante de automóveis exclusivamente elétricos (BEV) e cada carro novo vendido será um BEV.

As ambições da Volvo passam pela remoção gradual da sua gama de todos os motores a combustão interna (onde se incluem os híbridos) até 2030.

“Não existe futuro a longo prazo para os automóveis com motor a combustão interna”. Quem o diz é Henrik Green, CTO da Volvo Cars, que reforça o compromisso da marca sueca no combate às alterações climáticas.

Já em 2025, a marca sueca espera também que 50% do seu volume de vendas seja referente a BEV.

Ainda referente às vendas, a Volvo passa a focar-se nas vendas online

Todos os modelos 100% elétricos serão comercializados online.

Esta é uma estratégia que vai alterar, segundo a marca, o modelo de negócio tradicional e promover uma nova forma de relação com o cliente.

A marca vai investir nos seus canais de venda online por forma a reduzir a complexidade da sua oferta de produtos, ao mesmo tempo que vai aplicar uma estrutura de preços definida e transparente para cada modelo.

Para Lex Kerssemakers, Head of Global Commercial Operations da Volvo Cars, o futuro da marca assenta em três pilares: eletricidade, online e crescimento.

Kerssemakers diz que a Volvo quer oferecer aos seus clientes “paz de espírito e uma forma simples de ter um Volvo”.

Remover a complexidade por vezes associada à aquisição e criar simplicidade e conveniência durante o processo serão “a chave” para tudo o que a Volvo pretende fazer, diz.

volvo

Uma empresa neutra em carbono

Estas são algumas das metas que fazem parte do grande plano da Volvo: tornar-se numa empresa com impacto climático neutro até 2040.

A transição para a eletrificação será feita tendo por base uma redução de até 40% da pegada de carbono associada a cada modelo. Como é que a marca fará isso?

  • Reduzindo 50% ao nível das emissões de escape dos automóveis;
  • Reduzindo 25% ao nível das matérias-primas e fornecedores;
  • Reduzindo 25% no total das operações relacionadas com logística.

Tudo isto até 2025.

“Para sermos bem-sucedidos, precisamos de crescimento lucrativo. Assim, em vez de investir num negócio que está a diminuir, optámos por investir no futuro – e esse futuro é elétrico e é online. Pretendemos ser líderes no segmento de automóveis elétricos premium, um sector que apresenta um crescimento rápido”.
– Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Cars

Outra das ambições da marca, relacionada com a economia circular, consiste em aumentar significativamente a percentagem de materiais reciclados e sustentáveis até 2025.

Em quatro anos, a marca espera aumentar, no fabrico dos seus automóveis, o uso de plástico, alumínio e aço reciclados.